Segundo a associação de consumidores Proteste, pesquisa de taxas entre oito bancos pode render economia de até R$ 151,9 mil em um financiamento de 30 anos

Levantamento sobre taxas de crédito para a compra do imóvel realizada pela associação de consumidores Proteste em oito bancos mostra que o consumidor pode economizar até 151,9 mil reais em um financiamento de 30 anos caso realize uma pesquisa das taxas cobradas pelas instituições financeiras antes da contratação do crédito.

Para o levantamento foram simulados dois cenários para um comprador de 35 anos que queira financiar um imóvel de 400 mil reais e 800 mil reais durante 30 anos, para mostrar qual o melhor financiamento para cada um dos casos em oito instituições financeiras: Banco do Brasil, Banrisul, Bradesco, Citibank, Caixa Econômica Federal, HSBC, Itaú e Santander.

A maior economia é obtida nos casos em que a renda familiar seja de 22 mil reais e seja financiado 70% do valor de um imóvel de 800 mil reais, comparando o HSBC, que tem o menor Custo Efetivo Total (9,57%) com o Banrisul, cujo CET é o mais elevado (11,53%).
 
Nos casos em que o comprador tenha renda familiar de 10 mil reais e financie 80% do valor de um imóvel de 400 mil reais, a economia pode chegar a 58,9 mil reais durante 30 anos caso o consumidor opte pelo financiamento na Caixa, que oferece o menor CET (9,02%), se tiver conta salário no banco, ao invés do Banrisul, que tem o CET mais alto (11,53%). 
 
O CET corresponde a todos os encargos e despesas incluídas no financiamento do imóvel e é a melhor forma de comparar as taxas oferecidas pelos bancos. 
 
A exceção é o Banco do Brasil, que apenas aceita financiamento de 25 anos no cenário que simula renda familiar de 10 mil reais para o financiamento de 80% de um imóvel de 400 mil reais. Para obter essas taxas, é necessário pagar todas as prestações mensais em dia durante todo o tempo do financiamento.
 
Quanto maior o relacionamento com o banco, menores são os juros. Ter uma conta salário também pode render descontos nas taxas de juros no caso da Caixa, Banco do Brasil e Santander.
 
O comprador também pode obter boas condições de financiamento ao pode optar pelo crédito imobilário em um banco onde não seja cliente, e pagar a chamada taxa balcão. 

Acompanhe os resultados:

 

Cenário 1

Renda familiar: R$ 10 mil. Valor do imóvel: R$ 400 mil. Financiamento de 80%

CET - Corresponde a todos os encargos e despesas incidentes da operação. É a melhor ferramenta de comparação.
Prestação - A última parcela é uma estimativa fornecida pelo banco e o valor depende da amortização das parcelas anteriores na opção pelo Sistema de Amortização de Crédito (SAC)
Banco do Brasil – Só tem prazo de financiamento de 25 anos

 

Cenário 2

Renda familiar: R$ 22 mil. Valor do imóvel: R$ 800 mil. Financiamento de 70%

CET - Corresponde a todos os encargos e despesas incidentes da operação. É a melhor ferramenta de comparação.
Prestação - A última parcela é uma estimativa fornecida pelo banco e o valor depende da amortização das parcelas anteriores na opção pelo Sistema de Amortização de Crédito (SAC)

 

Agência da Caixa: Banco tem melhores taxas caso o comprador já seja cliente do banco